RESERVE ONLINE QUIOSQUE ONLINE

Não apenas caminhar - The Discoveries Of
2017-12-12


Já não é segredo, a Julianna Barnaby, do blog de viagens The Discoveries Of, adora Portugal! Em 2017, ela viajou várias vezes até Portugal, mas foi apenas este Outono que ela conheceu a Rota Vicentina, embora já tivesse aconselhado este destino como um dos melhores para caminhar na Europa. Mas a Rota Vicentina é muito mais do que um destino de caminhadas, como explica a Julianna.


 
 
A Julianna optou por não desvendar tudo de uma só vez, afinal de contas como ela própria se define, ela é ecléctica, um pouco imprevisível e gosta de explorar! No sentido de irmos também explorando aos poucos, desta vez apenas partilha uma pequena parte do seus dias por cá, falando-nos de azulejos. Afinal a região e a própria Rota Vicentina não são apenas um destino de caminhadas. Parando, pode-se conversar com pessoas locais que falam com paixão do que elas fazem. No âmbito de um programa cultural desenhado pela Madalena Vitorino, a Juliana conheceu a ceramista Rita Silvério Morais, no Brejão, e conta-nos parte desta partilha.
 
Note-se que a Rota Vicentina, em colaboração com a artista Madalena Vitorino, pretende disponibilizar a partir de 2018, uma série de programas culturais ligados à identidade da região, sendo que este é aliás um dos grandes motes do conceito: respeitar o tempo, tradições e identidade locais.  A iniciativa está inserida nos projectos “Internacionalização do Potencial dos Recursos Naturais do Alentejo e do Sudoeste Alentejano para o Turismo Activo”, financiado pelo programa Alentejo 2020, e “Entre a Serra e o Mar – A Rota Vicentina como Caminho para a Valorização do SW de Portugal”, financiado pelo Turismo de Portugal, no âmbito da linha Programa de Apoio à Valorização e Qualificação do Destino – VALORIZAR.
 
Leia o artigo na íntegra (em inglês) aqui