RESERVE ONLINE QUIOSQUE ONLINE
PROGRAMAS RV

Cabo de São Vicente

Este programa propõe uma das clássicas travessias da Rota Vicentina, em 10 dias de caminhada entre Porto Covo e o Cabo de S. Vicente, combinando as falésias de cortar a respiração do Trilho dos Pescadores com as paisagens mais a interior do galardoado Caminho Histórico.
RESERVE JÁPrograma
PROGRAMAS RV

Trilho dos Pescadores

Penhascos imponentes, praias desertas e selvagens, são algumas das paisagens que encontrará quando iniciar viajem na pacata aldeia de Porto Covo, de onde parte com destino a Odeceixe. No Trilho dos Pescadores encontrará uma costa moldada pelo oceano Atlântico, onde os trilhos arenosos que pisará são os mesmos que pescadores locais utilizam para aceder a praias e pesqueiros desde tempos imemoriais.  
RESERVE JÁPrograma
PROGRAMAS RV

Pôr-do-sol na Arrifana

A partir de Odeceixe a travessia continua pelo Caminho Histórico rumo ao Cabo de São Vicente, o ponto mais a Sudoeste da Europa continental. Nas terras mais a interior, testemunhará um modo de vida calmo e pacífico, onde são ainda as estações do ano que marcam o ritmo de vida.
RESERVE JÁPrograma

Uma travessia clássica a pé da Costa Vicentina

Caminhada
De Porto Covo ao Cabo de S. Vincente

 
 
 

Desde 870€ pp | 11 noites


Este programa propõe uma das clássicas travessias da Rota Vicentina, em 10 dias de caminhada entre Porto Covo e o Cabo de S. Vicente, combinando as falésias de cortar a respiração do Trilho dos Pescadores com as paisagens mais a interior do galardoado Caminho Histórico.
 
Penhascos imponentes, praias desertas e selvagens, são algumas das paisagens que encontrará quando iniciar viajem na pacata aldeia de Porto Covo, de onde parte com destino a Odeceixe. No Trilho dos Pescadores encontrará uma costa moldada pelo oceano Atlântico, onde os trilhos arenosos que pisará são os mesmos que pescadores locais utilizam para aceder a praias e pesqueiros desde tempos imemoriais.

A partir de Odeceixe a travessia continua pelo Caminho Histórico rumo ao Cabo de São Vicente, o ponto mais a Sudoeste da Europa continental. Nas terras mais a interior, testemunhará um modo de vida calmo e pacífico, onde são ainda as estações do ano que marcam o ritmo de vida. Um dos grandes atractivos desta área é a abundância de oportunidades para a observação de aves, além da grande variedade de flora ao longo do caminho, principalmente na Primavera, onde as cores garridas e os campos pintados de flores silvestres fazem as delícias de qualquer fotógrafo amador ou profissional.



Destaques


Praias selvagens
Falésias imponentes
Cabo S. Vicente
Diversidade de paisagens
Gastronomia

 




ABRIR MAPA
 
 

 
Preço:

Desde 870€ pp

Percurso:

Trilho dos Pescadores entre Porto Covo e Odeceixe
Caminho Histórico entre Odeceixe e Cabo de S. Vincente

Grau de dificuldade:

Algo Difícil (3 em 5)

Idade recomendada:

-

Serviços incluídos:

11 noites c/ peq. almoço
10 dias de caminhada
Serviço de transporte de/para o aeroporto - opcional
Transfere de bagagens
Mapa, Guia de Campo

Actividade:

Caminhada auto-guiada

Distância a percorrer:

Máx. 26 km/dia
Distância total: 188 km

Duração:

12 dias, 11 noites

Tipo de terreno:

Arenoso / Terra Batida / Falésias 

Línguas:

Português, Inglês e Espanhol

Grupo mínimo e máximo:

Mín 1 pax

Calendário:

De Setembro a Junho

Serviços não incluídos:

Voos
Transferes adicionais
Refeições não mencionadas

Meios de pagamento:

Dinheiro, Multibanco, Transferência bancária, Visa e Mastercard

 

Dia 1: Chegada a Porto Covo

O programa inicia-se em Porto Covo, uma pacata vila pesqueira famosa pelas suas casas caiadas a branco, mandadas eregir pelo Marquês de Pombal depois do terramoto de 1755.

Alojamento: Ahoy Porto Covo Hostel



Dia 2: Porto Covo » Vila Nova de Milfontes | 20 km, 7 h

O primeiro dia de caminhada será passado na "costa selvagem". Caminhando ao longo de vastas dunas de areia e descobrindo pequenas enseadas desertas, poderá mergulhar os seus dedos dos pés no oceano. A partir daqui e uma vez nas falésias, que é o que confere a esta costa a sua personalidade, será presenteado com vistas deslumbrantes sobre o Oceano Atlântico. Caminhando ao longo das falésias encontrará uma paisagem rica em flores e plantas, um deleite para os sentidos antes de terminar em Vila Nova de Milfontes. Esta vila contém alguns edifícios e monumentos históricos notáveis, como é exemplo o Forte de São Clemente, que foi construído no século XVI para deter os ataques de piratas.

Alojamento: Hotel Casa Dos Arcos

 

Dia 3: Vila Nova de Milfontes » Almograve | 15 km, 5 h

Hoje irá atravessar o rio Mira (ferry 5 € por pessoa) até à praia das Furnas. Depois desta praia contornará uma reserva protegida, onde é o único lugar no mundo onde encontra o Plantago Almogravensis, por isso, para não a pisar, mantenha-se sempre nos trilhos assinalados. Deixando a reserva protegida, será recebido por grandes campos agrícolas que parecem chegar ao mar, antes de entrar numa floresta de acácias. Continuando ao longo das areias douradas da praia de Brejo Largo, cercada por falésias escarpadas, siga o caminho costeiro que desvia para dentro até chegar a Almograve, a maior aldeia da região. Aqui encontrará bons restaurantes que servem comida tradicional portuguesa. Aproveitando ainda a luz solar, poderá fazer um piquenique na praia de Brejo Largo, sentindo a tranquilidade desta área.

Alojamento: Natura Maris Residence

 

Dia 4: Almogave » Zambujeira | 22 km, 7 h

Hoje irá ter muitas oportunidades para tirar fotos panorâmicas às paisagens circundantes assim como "selfies" no topo das falésias enquanto lá em baixo as ondas do Oceano Atlântico rebentam contra as rochas. Deixando Almograve para trás, irá ter ao pequeno porto de pesca da Lapa das Pombas. O trilho a partir daqui segue pelas falésias proporcionando vistas panorâmicas sobre as dunas de areia vermelha e o oceano, antes de entrar num pinhal. A sua caminhada continuará pelas falésias, onde poderá observar a nidificação das cegonhas. Passando o farol de Cabo Sardão, chegará à Zambujeira do Mar, uma vila costeira onde pode respirar o ar do mar e provar peixe fresco em restaurantes familiares.

Alojamento: Casa do Viajante

 

Dia 5: Zambujeira » Odeceixe | 18 km, 7 h

A caminhada de hoje começa na praia da Zambujeira, dominada pela bela capela da Senhora do Mar. Seguirá o trilho pela falésia até à praia dos Alteirinhos, depois continuará pelas florestas de pinheiros e acácias antes de chegar às praias de Carvalhal, Machados e Amália. Após as praias, chegará à aldeia da Azenha do Mar situada no topo das falésias e onde se recomenda uma pausa. Aproveite a oportunidade para dar um mergulho nas piscinas que foram escavadas nos penhascos durante os anos 50 e, em seguida, provar algumas especialidades locais de marisco ou bacalhau fresco. Após o reabastecimento, continuará até à Ponta em Branco, assim chamada pela cor dos sedimentos que formam o seu cume, e que também marca a fronteira entre o Alentejo e as regiões do Algarve, proporcionando vistas deslumbrantes antes de chegar à vila de Odeceixe. 

Alojamento: Casas do Moinho

 

Dia 6: Odeceixe » Aljezur | 18 km, 6 h

Neste dia existe a opção de alongar a caminhada por 9 Km seguindo o Trilho dos Pescadores até às praias de Odeceixe ou Amoreira, onde poderá desfrutar de um mergulho refrescante. Para esta volta extra terá de deixar Odeceixe seguindo o Trilho dos Pescadores até à praia, em seguida, continue ao longo das falésias. Seguindo o caminho de volta para o interior, irá de encontro ao Caminho Histórico. Em alternativa, se quiser ficar pelos 18 Km estipulados para hoje, ao sair de Odeceixe siga o Caminho Histórico para Sul onde cruzará campos de cultivo intercalados com florestas de pinheiros e eucaliptos, bem como olivais, laranjeiras e figueiras, que emprestam o seu aroma sedutor ao ar. Depois da aldeia do Rogil você terá a opção de desvio para a praia da Amoreira ou simplesmente a continuação do Caminho Histórico rumo a Aljezur. Situada num vale fértil conhecido pelas suas culturas de batata-doce, a vila é dividida pelo rio, onde de um lado se encontra a vila velha e do outro a vila nova. No século XVIII a malária era abundante na vila, pelo que para a sua prevenção, construiu-se a parte nova.

Alojamento: Carpe Vita

 

Dia 7: Aljezur  »  Arrifana | 17 km, 5.30 h

Saindo de Aljezur, dominado pelo Castelo dos Mouros do século X, que é um dos sete representados na bandeira portuguesa, terá novamente uma opção de escolha, desta vez de encurtar, seguindo o Caminho Histórico através da tranquila paisagem rural portuguesa. Recomenda-se no entanto que siga o Trilhos dos Pescadores, que além de visualmente mais gratificante encontrará a praia do Monte Clérigo e a Ponta da Atalaia, onde há restos de uma torre árabe construída pelo mestre sufi Ibn Qasi. Ao percorrer esta área de dunas o ar terá o aroma de plantas raras, medicinais e comestíveis. Afastando-se da costa, brevemente chegará ao seu destino onde irá pernoitar na Arrifana. Será recebido com uma vista imponente da Praia da Arrifana.

Alojamento: Arrifana Ocean View

 

Dia 8: Arrifana » Carrapateira | 26 km, 7.30 h

Deixando a pequena aldeia piscatória da Arrifana, viajará pelo Caminho Histórico. Atravessando uma charneca arenosa, irá descer até à praia do Canal, uma praia maioritariamente de seixos com uma pequena faixa de areia frequentada por pescadores e surfistas. Este pode ser um local interessante para parar e assistir aos pescadores no seu tofício, bem como surfistas corajosos. Depois da praia passará o resto do dia em bosques de pinheiros, eucaliptos, sobreiros, carvalhos e morangueiros, antes de chegar à aldeia da Bordeira. Continuando através de vales verdejantes a paisagem tornar-se-á mais seca à medida que se aproxima do seu alojamento para essa noite. A aldeia da Carrapateira situa-se num pequeno promontório de falésias de calcário. Um facto interessante sobre esta área do Parque Natural é que as árvores de cortiça são parte de quase 50% da produção mundial, por esta razão pode acontecer que uma garrafa de vinho de que tenha desfrutado viesse precisamente desta região.

Alojamento: Casa Fajara

 

Dia 9: Carrapateira » Pedralva | 20 km, 6.30 h

Na Carrapateira, uma adição interessante é fazer o percurso circular do Pontal da Carrapateira, no Trilho dos Pescadores, que lhe dará novamente a oportunidade de um mergulho ou mesmo um piquenique na praia. Da Carrapateira seguirá a faixa de areia até ao rio, de seguida encontrará a praia áspera da Bordeira com os seus penhascos de pedra calcária e dunas de areia extensivas. Continuando para a praia do Amado, passará por dois pequenos portos de pesca e um antigo povoado de pescadores. A praia do Amado é muito mais movimentada que a da Bordeira e atrai surfistas em todas as estações. Deixando esta praia, retornará para a Carrapateira por norte, mas antes de chegar à vila, mudará para o Caminho Histórico. Se quiser encurtar este dia, basta ir directamente da Carrapateira ao Caminho Histórico que poupará 10 km. Uma vez entrando no Caminho Histórico estará mais no interior deixando o Parque Natural. Antes de chegar a Pedralva, onde passará a noite, passará em primeiro lugar pela aldeia pitoresca da Vilarinha. A Aldeia de Pedralva já foi habitada por mais de 100 pessoas, mas em 2006 apenas 9 habitantes ainda aí viviam. Desde então, a aldeia sofreu uma extensa reconstrução para restaurar e manter o património assim como o espírito desta antiga vila.

Alojamento: Aldeia de Pedralva

 

Dia 10: Pedralva  » Vila Do Bispo | 12 km, 3 h

Deixando Pedralva, continuará mais para sul, voltando para o Parque Natural. Passando os moinhos de vento, estes são a primeira indicação de que está a chegar ao ponto mais a sudoeste não só de Portugal, como do continente Europeu, que está totalmente exposto ao Oceano Atlântico. Chegado à bela vila de Vila Do Bispo, será mimado pela grande variedade de restaurantes que oferecem uma infinidade de iguarias locais.

Alojamento: Hotel Mira Sagres

 

Dia 11: Vila Do Bispo » Cabo de São Vicente – Sagres | 20 km, 5.30 h

Saindo de Vila do Bispo, irá iniciar o seu percurso no Caminho Histórico antes de decidir se quer continuar no mesmo ou ir pela costa até ao Cabo de São Vicente, caminho que irá providenciar uma paisagem digna para muitas telas. Atravessando falésias e ravinas com uma rica história geológica, será cercado pela vegetação e aromas fortes enquanto é recompensado visualmente com maravilhosos panoramas costeiros do farol do Cabo de São Vicente, enquanto se aproxima. Este farol foi erigido sobre as ruínas de um convento franciscano do século XVI. Guarda uma das rotas de movimentação marítima mais frequentadas do mundo. A sua luz chega a 60 km de distância. Do Cabo, apanhe o autocarro para Sagres, e dê um pequeno passeio nesta vila. Se preferir caminhar, são 6 os quilómetros que separam o Cabo de São Vicente a Sagres. A vila está situada num afloramento rochoso. No fim, se tiver sorte, apanhará um sol carmesim a descer a oeste e a lua a nascer a este.

Alojamento: Memmo Baleeiria

 
Dia 12: Sagres

Fim do programa.

 

Aldeia da Pedralva


Aldeia da Pedralva é composta por 25 Casas de Campo, de 1, 2 ou 3 quartos e que pretende ser um regresso ao passado, depois da reconstrução da aldeia.

 
 

Casa do Viajante


Casinha T2, ideal para casais e famílias, bem no centro da aldeia piscatória da Zambujeira do Mar, a 2 minutos a pé da praia e do Trilho dos Pescadores.

 
 

Casa Fajara


Localizada em plena Costa Vicentina, perto da aldeia da Carrapateira e a 5 minutos das incríveis praias do Amado e da Bordeira, a Casa Fajara disponibiliza 12 quartos espaçosos com wc privativa.

 
 

Memmo Baleeira Hotel


Com 144 quartos e suites muito bem equipados, privilegiando o conforto e bem-estar, este Design Hotel de 4 estrelas encontra-se no centro da vila de Sagres, com vista para o mar.

 

Hotel Casa dos Arcos


Situado em Vila Nova de Milfontes, o Hotel Casa do Arcos é um pequeno hotel de características familiares, oferecendo 18 quartos duplos com serviço de pequeno-almoço, em pleno centro histórico da vila.

 
 

Casas do Moinho


Com uma vista deslumbrante sobre a várzea e ribeira de Seixe, as Casas do Moinho ficam numa encosta de Odeceixe e são 8 casinhas típicas de aldeia, todas de tipologia T0 e capacidade máxima para 2 ou 3 pessoas.

 
 

Hotel Mira Sagres


Com 20 quartos e uma suite, piscina interior aquecida e um spa esta unidade hoteleira em Vila do Bispo é o melhor local para recuperar energias.

 
 
 

Reservar Programa